sábado, 23 de abril de 2016

Conic divulga edital para Fundo Ecumênico de Solidariedade


 

Está disponível no site de Campanhas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) o edital para inscrição de projetos que serão apoiados pelos recursos do Fundo Ecumênico de Solidariedade (FES).
A arrecadação ocorreu, em âmbito nacional, no Domingo de Ramos, como gesto concreto da Campanha da Fraternidade Ecumênica (CFE) 2016. O FES foi constituído, a fim de organizar e direcionar as ações da Campanha deste ano.
Os recursos serão partilhados entre as igrejas-membro do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), que organizou a CFE 2016. Na Igreja Católica, 60% dos recursos doados construirão o Fundo Diocesano de Solidariedade; nas demais igrejas do Conic, esses recursos construirão um Fundo a ser administrado pelas comunidades eclesiais das igrejas. 
Do total da Coleta Ecumênica da Solidariedade, 40% serão enviados para o Fundo Ecumênico Nacional de Solidariedade (FES). Este Fundo servirá para reforçar iniciativas apoiadas pelos fundos diocesanos e das demais igrejas. O FES também apoiará propostas de grupos, associações e outras organizações que desenvolvem ações afins com o tema da Campanha.

Inscrições

A Coordenadoria Ecumênica de Serviço (Cese) e a CNBB receberão os projetos, farão os procedimentos de cadastro e de averiguação técnica de cada iniciativa, bem como sua análise. Após esse processo serão apresentados ao Conselho Gestor do Fundo Ecumênico Nacional de Solidariedade, composto por representantes das Igrejas-membro do Conic
Para envio de projetos, a instituição deve estar em conformidade com o Edital do Fundo Nacional de Solidariedade, disponível no site de Campanhas da CNBB.
O cadastro do projeto será realizado por meio do sistema acessado em fns.cnbb.org.br. É necessário preencher, por meio eletrônico, todos os dados solicitados referentes ao projeto, e fazer o envio físico do projeto para: FUNDO NACIONAL DE SOLIDARIEDADE – SE/Sul Quadra 801 Conjunto “B” 70.200-014. BRASÍLIA – DF.

Projetos

Os projetos apresentados, de acordo com o edital, devem estar em sintonia com os objetivos da CFE 2016 e devem ter o cunho essencialmente social. Neste ano, com o tema “Casa comum, nossa responsabilidade” e o lema “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”, a Campanha apresentou como objetivo geral “assegurar o direito ao assentamento básico para todas as pessoas e empenhar, a luz da fé, por políticas públicas e atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro da Casa Comum”.
Serão observados os projetos que estejam dentro dos três eixos apoiados pelo FES. Formação e capacitação; mobilização para conquistas e efetivação de direitos; e superação de vulnerabilidade econômica e geração de renda (projetos produtivos). Em cada eixo, há um foco específico para atuação, como formação para o monitoramento de políticas públicas de saneamento básico; mobilizações para acompanhamento da aplicação dos recursos públicos em saneamento; e projetos voltados à inclusão produtiva e saneamento básico.
Podem enviar projetos ao FES grupos organizados, coletivos, associações, pastorais, igrejas locais e entidades de apoio a movimentos sociais que estejam habilitados a trabalhar com a temática proposta pela CFE 2016. 
O primeiro prazo para recebimento de projetos é 01/06/2016, os quais serão analisados em 16/06/2016.
Fonte: CNBB

Nenhum comentário:

Postar um comentário