quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Cruz e Ícone da JMJ em Feira de Santana

Olá povo pjoteiro da Arquidiocese de Feira de Santana, e todos os jovens que acessam nosso blog! Aqui está uma notícia muito importante para a nossa Igreja particular, que celebra seu Jubileu de Ouro, e toda nossa linda Juventude! Entre os dias 22 e 24 de Dezembro, a Cruz e o Ícone da Jornada Mundial da Juventude, irão ficar conosco, nessas terras dedicadas à Sant'Ana. Então nos preparemos pra esse grande evento em que seremos os protagonistas!

Segue abaixo a carta do bispo responsável pelo Setor Juventude de nosso Regional BA/SE, que fala um pouco desse peregrinar em nossas dioceses.

Salvador, 26 de setembro de 2011

Prezados Srs. Arcebispos e Bispos.

Caros Sr. Padres, Religiosos(as) e Leigos(as).

Encarregados da Peregrinação da Cruz da JMJ.

Saudações em Cristo Jesus!

Estivemos reunidos, durante o dia de hoje, na sede da CNBB NE3, os responsáveis pela peregrinação da Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo e Ícone de Nossa Senhora, em preparação à Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro.

Fizeram parte da Equipe: D. José Valmor Cesar Teixeira, Bispo de Bom Jesus da Lapa e referencial da Juventude do NE3, P. Gilvan Ivo Cerqueira dos Santos, assessor da Pastoral da Juventude do NE3, P. Lázaro Silva Muniz, coordenador de Pastoral da Arquidiocese de Salvador e Maria Inês de Souza Santos, secretária do Regional NE3.

Apresentamos, a seguir o itinerário traçado para a passagem da Cruz e do Ícone de Nossa Senhora pelas (Arqui) Dioceses de nosso Regional NE3. Foi um trabalho árduo e demorado.

Junto com o Itinerário, seguem várias orientações, algumas vindas da CNBB Nacional – Setor Juventude, para o bom andamento do itinerário. Cada responsável deve ler com atenção as orientações dadas, como também, se precisar, pedir orientações e esclarecimentos à secretaria do Regional NE3.

Haverá uma importante reunião, ainda preparatória dos eventos, com os Bispos do Regional e com os responsáveis da cruz de cada Diocese, no dia 08 de novembro, durante nossa Assembléia Regional, com a presença de pessoal da CNBB Nacional.

BOTE FÉ, é o grito da JMJ no Brasil. É o que esperamos de cada responsável por este processo preparatório da JMJ.

D. José Valmor Cesar Teixeira

Bispo Referencial Setor Juventude NE3

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

RJ lança concurso da logomarca e inaugura sede da JMJ

Na tarde desta terça-feira, 27, foi inaugurada a sede do Comitê Organizacional Local da Jornada Mundial da Juventude do Rio de Janeiro (JMJ-2013) localizada no 7º andar do Edifício João Paulo II, na Glória.

A bênção das instalações foi feita pelo arcebispo do Rio, dom Orani João Tempesta, e contou com a presença de bispos, vigários episcopais, presbíteros, religiosos, cristãos leigos, jovens e jornalistas.

Durante o evento, foi lançado o regulamento do concurso da logomarca da jornada, que estará disponível no site oficial da JMJ Rio 2013 (rio2013.com). As inscrições poderão ser feitas até o dia 22 de outubro, e no dia 3 de dezembro será feito o anúncio oficial da logomarca escolhida.

“Pessoas do mundo inteiro poderão enviar as suas inspirações e ideias, e uma comissão julgadora vai escolher as melhores sugestões, que serão enviadas para o Pontifício Conselho dos Leigos, que fará a escolha final. Posteriormente, também será lançado o concurso para a letra e a música do hino da jornada”, afirmou dom Orani.
O arcebispo do Rio também pediu que todos intensifiquem as orações na intenção da JMJ Rio 2013. “Pedimos a Deus que aqueles que vão trabalhar aqui e que terão a responsabilidade de levar adiante essa missão sejam cada vez mais cheios da graça de Deus para que, vivenciando a experiência cristã, possam anunciar o Cristo Ressuscitado a todas as pessoas, de maneira especial, aos jovens que aqui estarão. Peço que todos os funcionários, especialmente os que vão trabalhar neste andar, rezem a oração do Espírito Santo, na chegada e na saída, e o Ângelus ao meio-dia”, afirmou.

Lembrando São Vicente de Paulo, celebrado pela Igreja no dia 27 de setembro, e o jovem universitário Antonio Frederico Ozanam, que fundou as conferências vicentinas, dom Orani ressaltou a importância do trabalho que deve ser realizado na jornada. “Hoje é um dia simbólico para nós, porque São Vicente sempre trabalhou pelos pobres, pelas missões e também pela formação do clero. E esse é o rumo que a providência nos coloca para vivermos. Esperamos que a nossa juventude, inspirada nesses exemplos de santidade, possa vivenciar a missão e testemunhar Jesus Cristo, Nosso Senhor”, disse.

O bispo auxiliar e animador do Setor Juventude, dom Antonio Augusto Dias Duarte, também destacou a importância da unidade no trabalho missionário. “Precisamos dar passos para a unidade e comunhão entre as pessoas. Porque, além de um trabalho profissional feito com seriedade, a Igreja procura uma só coisa: unir as pessoas com Deus e entre si. Temos a expectativa que a Jornada Mundial da Juventude em 2013 será um impulso grande para a Igreja no Brasil e em todo mundo”, incentivou.

Fonte:http://www.cnbb.org.br/site/regionais/leste-1/7723-arquidiocese-do-rio-lanca-concurso-da-logomarca-e-inaugura-sede-da-jmj-2013

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Reunião sobre o DNJ - dia 08/10


Olá pessoal!! Estamos aqui pra falar de nosso DNJ. Como todos já sabem esse ano vai ser em Tanquinho, dia 30 de Outubro. Mas em preparação pra essa data tão importante pra toda a nossa juventude pjoteira e da Igreja, foi convocada uma reunião com representantes de todas as paróquias, no dia 08/10, às 8hs(em ponto), na Casa São Paulo Apóstolo. Onde iremos distribuir os cartazes e as camisas da PJ. Aliás, quem já tiver o dinheiro da camisa favor levar neste dia. Essa camisa pode ser 15R$(sem partocinio), ou por menos(com patrocinio). Iremos também fazer uma distribuição do pessoal em equipes de trabalho. Então, você que é coordenador paroquial da PJ, ou participou/a da Escola da Juventude, coloque essa data em sua agenda. E pra quem é de Feira de Santana, logo após essa reunião teremos uma breve formação sobre o tema do DNJ: Juventude e protagonismo feminino”.

Paz e Bem!!

Erik Nascimento
Coordenação Arquidiocesana

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Pastoral da Juventude lança 10º Encontro Nacional


A Pastoral da Juventude Nacional lança hoje, 22, a décima edição de seu Encontro Nacional (ENPJ), que fará sua morada entre os dias 8 e 15 de janeiro de 2012 nas terras da Arquidiocese de Maringá, PR – Regional Sul 2 da CNBB. Será a primeira vez que a região sul do país receberá o ENPJ.
O Encontro Nacional é um momento em que a Pastoral da Juventude (PJ), no seguimento a Jesus, se reúne em uma (arqui)diocese para refletir, partilhar e celebrar a vida e a caminhada dos grupos de jovens. O encontro é realizado a cada três anos, reunindo jovens e assessores da PJ de todas as dioceses do Brasil.
São esperados mais de 800 jovens, assessores e convidados, que irão reafirmar sua eclesialidade refletindo e celebrando o tema: Somos Igreja Jovem, à luz da celebração dos 50 anos do Concílio Vaticano II, das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja do Brasil (DGAE 2011-2015) e do Plano de Ação Pastoral da PJ. Embalados pelo lema: Na Ciranda da vida, a nossa missão é amar sem medida, os participantes celebrarão e se animarão para que, a exemplo de Jesus Cristo, o jovem de Nazaré, vivam em comunidade e juntos possam defender a vida da juventude.
Segundo o Secretário Nacional da PJ, o jovem Thiesco Crisóstomo, “a décima edição do ENPJ será um marco na caminhada da PJ, pois vai potencializar a ação pastoral realizada há mais de trinta anos na Igreja do Brasil. Momento de favorecer com que os participantes possam partilhar, celebrar e assumir a caminhada como Igreja Jovem”.
O encontro acontecerá no Centro de Formação Bom Pastor e contará com o apoio da Arquidiocese de Maringá e da CNBB do Regional Sul 2. As parcerias para a atividade estão sendo finalizadas, assim como a proposta metodológica e nomes de assessorias.
A PJ de Maringá e do Regional Sul 2 está desenvolvendo um trabalho de preparação da atividade, visando o envolvimento dos grupos de jovens de todo o estado do Paraná. As expectativas em receber o ENPJ são muitas, para o vice-coordenador da PJ em Maringá, o jovem Gelinton Batista, “o encontro será momento especial na caminhada dos milhares de grupos de jovens de todo Brasil, que acreditam na Civilização do Amor e buscam em Cristo o jeito jovem de ser Igreja”.
Preparativos

Inspirados na iluminação bíblica do ENPJ, no evangelho de João 13, 1, “Jesus, tendo amado os seus, amou-os até o fim!”, milhares de jovens pertencentes aos grupos organizados em todo país, estarão em sintonia com a atividade realizando encontros preparatórios a partir de subsídios elaborados pela equipe de organização. Em breve será lançado o primeiro subsídio, aguardem!
Para ter acesso a outras informações da atividade, como oração, hino, histórico do ENPJ e também para deixar seu recado, acesse o hotsite do encontro no endereço: www.pj.org.br/enpj.
O desejo da Coordenação Nacional da PJ com o lançamento do hotsite é que a juventude possa ter um espaço para vivenciar a preparação e estar em sintonia com o ENPJ, uma das principais atividades da juventude católica no Brasil. Para participar do evento, jovens e assessores, deverão ser indicados por suas dioceses e/ou regionais.
Agora é conferir o novo espaço de comunicação e juntos continuar construindo mais um ENPJ. Que com certeza será nota 10!
Acesse www.pj.org.br/enpj
Autor: Joaquim Alberto Andrade Silva - Comissão Nacional de Assessores/as da PJ

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

2ª Conferencia Livre Virtual está aberta


Esta é mais uma etapa preparatória para a 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Juventude. O Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) apresentou a metodologia no dia 13/9, durante sua 26ª Reunião Ordinária, que aconteceu em Brasília nos dias 14 e 15 de setembro. A iniciativa visa fortalecer as capacidades de mobilização, articulação, interatividade e sistematização de propostas da Conferência.
As etapas compreendem dois processos virtuais: o primeiro é o Fórum preparatório permanente, que fica no ar de setembro a novembro. Nessa etapa qualquer cidadã/o poderá se inscrever e participar, realizando emendas ao texto base ou encaminhando propostas e diretrizes pelo endereço eletrônico:www.confjuv.org.


Todo o processo acontecerá dentro do site Cidade Democrática. Para a Conselheira Vânia Correia, da Ong Viração, a internet já vem sendo utilizado pelos jovens como forma de participação política, principalmente, por meio das redes sociais. “Você amplia a possibilidade de participação dos jovens na Conferência não somente na etapa presencial, mas também neste novo formato, além de fortalecer essa cultura política de participação por meio virtual”.

O processo de participação inclui mais duas etapas: a Virada Virtual, 24h de debates, apresentações, proposições, transmitidas de diferentes regiões do país, com possibilidade de participação presencial e virtual e o Festival de vídeos com o tema “Olhares da juventude”.

Com informações www.confjuv.org

domingo, 18 de setembro de 2011

Mais de 100 mil pessoas recebem a cruz e o ícone da JMJ

Ao som de “Emanuel” - hino da Jornada Mundial da Juventude em Roma (2000) - cerca de 100 mil pessoas receberam hoje a cruz e o ícone da Jornada Mundial da Juventude numa grande festa no Campo de Marte, em São Paulo. Os símbolos do maior evento da comunidade cristã mundial foram carregados por jovens, repetindo o gesto sempre realizado nos países que sediam a Jornada.

Acompanhados pelas bandeiras dos estados do Brasil, o ícone e a cruz foram conduzidos até o altar no início da celebração eucarística, ponto ápice do Bote fé, evento realizado durante todo o dia, com apresentações de cantores católicos de todo o país. A festa marca o início dos preparativos para a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro em 2013.

Autoridades eclesiásticas e civis e dezenas de sacerdotes estiveram reunidos no evento que reuniu caravanas de diversos estados participaram da missa presidida pelo arcebispo de São Paulo. Dom Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB, afirmou que a instituição se alegra com a presença tão significativa dos jovens do Brasil. “Somos gratos ao santo padre por escolher o Brasil o país sede da JMJ. É com Cristo ressuscitado e com Nossa Senhora que venceremos. Que a juventude eterna de Maria nos encoraje a perseverar no seguimento a Jesus Cristo. Vocês jovens são a esperança do Brasil, os sentinelas do amanhã”, afirmou.

O núncio apostólico do Brasil, dom Lorenzo Baldisseri, falou sobre o sentido da cruz para a fé cristã. “A cruz não é um simples objeto de madeira, é Cristo que passa. Ao percorrer as dioceses do Brasil, será o próprio Cristo a santificar o seu povo. Alegrem-se de serem privilegiados por receberem o símbolo maior de nossa fé.”

Dom Odilo, em sua homilia, afirmou que através da cruz Cristo se colocou ao lado do homem, se fez servo de todos, padeceu com eles para se fazer presente em suas angústias. A cruz é o simbolo de quem entrega a vida pelos que ama. Mesmo aqueles que não o conhecem ou rejeitam o Seu amor. No nosso batismo somos assinalados com o sinal da cruz, colocamos um crucifixo também nas nossas Igrejas, nas nossas casas, no trabalho... É o sinal da nossa pertença a Cristo.”

A cruz recebida hoje pela Arquidiocese de São Paulo é a mesma que João Paulo 2º entregou aos jovens em 1984 para que em torno dela se reunissem os jovens em preparação para as JMJ. Ocasião em que pediu que sempre se fizesse memória de quem só na cruz de Cristo existe redenção e vida. O ícone de Nossa Senhora passou a acompanhar a cruz em 2003.

“Nesse tempo de preparação para 2013, Jesus missionário e Nossa Senhora da Visitação irão ao encontro dos jovens de todo Brasil e dos países da América Latina. Até 2013 viveremos um tempo favorável de evangelização, momento de envolver os jovens na vida da Igreja, de transmitir o patrimônio da fé às novas gerações”, concluiu Dom Odilo.

No final da celebração, dom Tarcísio Scaramussa, bispo auxiliar de São Paulo e coordenador geral do Bote Fé em São Paulo, manifestou a alegria do Setor Juventude da Arquidiocese por viver um momento tão importante para a Igreja no Brasil e agradeceu a todos os que colaboraram para a realização do da festa de acolhida dos símbolos da JMJ. Em seguida, dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, lançou oficialmente o site a as redes sociais da JMJ Rio 2013.

Depois da missa, seguem as apresentações musicais até as 21h, quando a Cruz da JMJ e o Ícone de Nossa Senhora seguem para a Catedral da Sé, iniciando a peregrinação pela Arquidiocese de São Paulo.

Thaysi Santos - Com. Canção Nova

Fonte: http://www.arquidiocesedesaopaulo.org

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Veja o itinerário da peregrinação da Cruz da Jornada e do Ícone de Nossa Senhora pelo Brasil

Mapa-peregrinacao

“Meus queridos jovens, na conclusão do Ano Santo, eu confio a vocês o sinal deste Ano Jubilar: a Cruz de Cristo! Carreguem-na pelo mundo como um símbolo do amor de Cristo pela humanidade, e anunciem a todos que somente na morte e ressurreição de Cristo podemos encontrar a salvação e a redenção”.

Foi com essas palavras que o Beato João Paulo II entregou aos jovens em Roma, no dia 22 de abril de 1984, aquela que ficaria conhecida como Cruz da Jornada, ou Cruz dos Jovens. Desde então, ela começou a peregrinar mundo afora, sempre levada pela juventude. Em 2003 junto com ela passou a peregrinar também o Ícone de Nossa Senhora.

Pela primeira vez, os dois símbolos máximos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) vão peregrinar pelo Brasil. Serão meses num itinerário que percorrerá todo o país e também passará pelos vizinhos do Cone Sul. Ao longo desse trajeto, os jovens terão a oportunidade de reavivar a fé e de sentir o gostinho do que será a JMJ 2013, que acontecerá no Rio de Janeiro.

A Cruz da JMJ e o Ícone de Maria chegam ao Brasil no dia 18 de setembro e serão recebidos em São Paulo com uma grande festa, o Bote Fé. A partir daí iniciam a peregrinação, que será concluída no Rio de Janeiro. A ideia é que os dois símbolos passem por todos os 17 regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Estão também previstas 19 grandes festas nas capitais brasileiras, todas com o nome "Bote Fé".

Depois do dia 18 de setembro, a Cruz e o Ícone vão peregrinar, até o dia 30 de outubro, pelas sete províncias eclesiásticas do Regional Sul 1 da CNBB, que corresponde ao estado de São Paulo – o mais populoso do país e o que tem o maior número de dioceses, 50. Daí os símbolos seguem para o Regional Leste 2, composto por Minas Gerais e Espírito Santo, onde ficarão ao longo de todo o mês de novembro. No mês seguinte, será a vez do Regional Nordeste 3, composto pelos estados da Bahia e de Sergipe.

A peregrinação seguirá ao longo de todo o ano de 2012. Em dezembro, a Cruz e o Ícone deixam o Brasil e visitam Paraguai, Uruguai, Chile e Argentina. Já em Janeiro de 2013 retornam para concluir o itinerário no Sul do Brasil. A etapa final acontecerá no Sul de Minas, no Vale do Paraíba (SP) e, finalmente, no estado do Rio de Janeiro, onde os símbolos chegam em abril de 2013.

Veja, no quadro a seguir, quando a Cruz e o Ícone visitarão cada regional. Fiquem atentos, pois o siteJovens Conectados divulgará os roteiros específicos da peregrinação dentro de cada regional à medida em que eles forem definidos.

O quadro abaixo foi corrigido: o estado de Sergipe, que não aparecia, foi acrescentado no Regional Nordeste 3.

Peregrinao_da_cruz1


terça-feira, 13 de setembro de 2011

II Conferência Municipal de Juventude de Feira de Santana será nesta sexta, 16 de Setembro


A II Conferência Municipal de Juventude de Feira de Santana está prevista para 16 de Setembro de 2011, Sexta-Feira, no Centro de Cultura Amélio Amorim.

O evento está sendo organizado pela Prefeitura Municipal, com a participação e apoio do Parlamento Juvenil, Pastoral da Juventude Rural, ICOJUDE, Instituto Sustentabilidade, Sindicato dos Trabalhadores Rurais entre outras organizações da sociedade civil organizada.

A conferencia municipal é uma etapa preparatória para a conferência estadual e nacional de juventude e busca apresentar questões, fundamentado nas bandeiras levantadas na 1ª Conferência Nacional de Juventude, nas produções conceituais do CONJUVE e da Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) e também construídas em outros espaços de diálogo da sociedade civil e dos governos.

http://juventudesba.blogspot.com/2011/06/ii-conferencia-municipal-de-juventude.html

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Fome já afeta quatro milhões de pessoas na Somália


CampanhaSOSAfrica_DestaqueNesta segunda-feira, 5, a Organização das Nações Unidas (ONU) declarou que já passam de quatro milhões de pessoas em situação de fome na Somália, África. De acordo com a ONU, a ajuda que chega ao país ainda é insuficiente para amenizar a seca que afeta o chamado Chifre da África, região no nordeste do continente que compreende Somália, Uganda, Etiópia, Quênia, Djibuti e Eritréia. Cerca de 750 mil pessoas correm o risco de morrer nos próximos quatro meses, informou ainda a Unidade de Análises da ONU para a Segurança Alimentar e a Nutrição (FSNAU). A crise na Somália já matou 30 mil crianças de fome.

A FSNAU comprovou ainda que a taxa de desnutrição aguda na região está num nível alarmante. Por isso, foi intensificada a distribuição de alimentos nos campos de refugiados somalis na Etiópia. O porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), Adrian Edwards, em coletiva de imprensa, disse que resultados de exames médicos mostram que os novos refugiados chegam cada vez em piores condições nutricionais.

A ONU considera que uma taxa de desnutrição de 1% em uma população já é uma situação de emergência. Mas, o quadro de nutrição dos somalis, principalmente entre crianças é ainda pior. O representante do Organismo, disse que em quatro assentamentos de refugiados na Etiópia, constataram-se taxas de desnutrição aguda que variam de 10% a 19%.

Na quinta-feira, 1º, teve início o ano letivo no campo de refugiados de Dabaab (Quênia), o maior do mundo, com 400 mil residentes, em sua maioria somalis. Apesar de ali viverem 156 mil crianças em idade escolar, somente 40 mil estudam; além disso, dos 154 mil refugiados que chegaram este ano em Dadaab, 50% são crianças. Segundo o Acnur, nesse acampamento existe um professor para cada 100 alunos.

VOCÊ PODE AJUDAR

A Igreja no Brasil se mobiliza para ajudar a região. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Cáritas Brasileira deram início, no último dia 23 de agosto, à Campanha SOS África de ajuda às vítimas da seca na região.

Colabore:

Banco do Brasil: AG. 3475-4, C/C 26.116-5
Caixa Econômica Federal: AG. 1041, OP. 003, C/C 1751-6
Banco Bradesco: AG. 0606-8, C/C 187587-6
*para DOC e TED o CNPJ é: 33.654.419/0001-16
Mais informações: http://www.caritas.org.br

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Que assuntos você gostaria de ver abordados na Campanha da Fraternidade de 2013? Opine!

CFAté o dia 15 de setembro, o site oficial da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, o Jovens Conectados, está recebendo sugestões a respeito dos assuntos a serem abordados pela Campanha da Fraternidade de 2013, cujo tema será "Fraternidade e Juventude".

Qualquer pessoa pode participar. Para isso, basta preencher o formulário disponível na páginahttp://www.jovensconectados.org.br/cf2013. Para cada assunto sugerido, deve ser preenchido um formulário e também devem ser mencionados os versículos bíblicos relacionados a ele.

Participe!

domingo, 4 de setembro de 2011

Igreja no Brasil celebra o Mês da Bíblia 2011 com o estudo do Livro do Êxodo


Capa_Mes_da_biblia_2011_divulgacao“Desconhecer as Escrituras é desconhecer o Cristo”, com essa frase, de São Jerônimo, que a Igreja celebra, nesse mês de setembro, o Mês da Bíblia. Neste ano, o estudo proposto pela Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), será o Livro do Êxodo, capítulos 15,22 a 18,27, que é conhecido como o “Livro da Travessia”.
O Mês da Bíblia tem como tema “Travessia, passo a passo, o caminho se faz”, e o lema “Aproximai-vos do Senhor”.
O presidente da Comissão para a Animação Bíblico-catequética e arcebispo de Pelotas (RS), dom Jacinto Bergmann, escreveu uma mensagem para toda a comunidade cristã que celebra o Mês da Bíblia.
Dom Jacinto pede que todos procurem viver intensamente o esse mês, em todas as comunidades cristãs espalhadas pelo território nacional. “Que bom que temos um Subsídio elaborado pela Comissão para a Animação Bíblico-catequética, que, usado em nossos Grupos Bíblicos, nos ajudará a conhecer e interpretar, a comungar e orar, a evangelizar e proclamar a Palavra de Deus e assim caminharmos sempre mais para uma verdadeira animação bíblica da pastoral, formando entusiastas discípulos missionários de Jesus Cristo”, destacou.
Fonte: cnbb.org.br

sábado, 3 de setembro de 2011

Mês da Bíblia 2011


Mês de Setembro para a nossa Igreja no Brasil já é, por uma bonita tradição, sinônimo de MÊS DA BÍBLIA. O grande São Jerônimo, presbítero e doutor, cuja memória celebramos no final do mês de setembro, dia 30, nos motivou desde o início e motiva ainda hoje para a dedicação do mês de setembro inteiro para ser o da Bíblia. Sabemos da importância do trabalho bíblico de São Jerônimo realizando a tradução da Vulgata; e sua frase é emblemática: “Desconhecer as Escrituras é desconhecer o Cristo”.

Também já é uma bonita tradição, a CNBB, através da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, oferecer um tema para o Mês da Bíblia para o estudo, a reflexão, a oração e a vivência da Palavra de Deus. O tema pode girar ou em torno de trechos bíblicos, ou de um Livro bíblico, ou até de um conjunto de Livros bíblicos. A escolha do tema para o Mês da Bíblia deste ano de 2011, concentrou-se no trecho do Livro do Êxodo, capítulos 15,22 a 18,27, que é conhecido como o “Livro da Travessia”. É necessário olharmos as etapas da travessia desértica do Povo de Deus, saindo do Egito e buscando a Terra Prometida: as dificuldades enfrentadas pelo Povo de Deus, tanto os problemas da natureza, quanto os desafios oriundos pela convivência humana, criaram a necesidade de enraizar e vivenciar a fé, a esperança e o amor em Deus. Queremos aprender com o Povo de Deus a realizarmos a nossa travessia de discipulado e missão. Eis, pois, o tema tão propício para o Mês da Bíblia de 2011: “Travessia, passo a passo, o caminho se faz”. Mas, o fundamental em tudo isso, é estar próximo ao Senhor Deus. Assim, do capítulo 16, versículo 9, é tirado também o lema: “Aproximai-vos do Senhor”.

Vamos viver intensamente o Mês da Bíblia em todas as nossas comunidades cristãs espalhadas pelo território nacional. Que bom que temos um Subsídio elaborado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética, que, usado em nossos Grupos Bíblicos, nos ajudará a conhecer e interpretar, a comungar e orar, a evangelizar e proclamar a Palavra de Deus e assim caminharmos sempre mais para uma verdadeira ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORAL, formando entusiastas discípulos missionários de Jesus Cristo.

Dom Jacinto Bergmann, Arcebispo de Pelotas e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-catequética

Fonte: cnbb.org.br

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Grito dos Excluídos: uma mobilização nacional pelos direitos do povo brasileiro

Grito_2011Ao longo desta semana, de 1º a 7 de setembro, todas as regiões do país celebram a 17ª edição do Grito dos Excluídos, cujo lema é “Pela vida grita a terra... Por direitos todos nós”. Trata-se de um conjunto de manifestações populares carregada de simbolismo, aberta às pessoas, grupos, entidades, Igrejas e movimentos sociais comprometidos.

Três são os objetivos da mobilização nacional: denunciar o modelo político e econômico que concentra riquezas e condena milhões de pessoas à exclusão social; tornar público, nas ruas e praças, o rosto desfigurado dos grupos excluídos, vítimas do desemprego, da miséria e da fome; e por último, propor caminhos alternativos ao modelo econômico neoliberal, de forma a desenvolver uma política de inclusão social.

48agdomdemetrioRealizado desde 1995, o Grito dos Excluídos teve origem no então Setor Pastoral Social da CNBB, cujo presidente na época, era o bispo de Jales (SP), dom Luiz Demétrio Valentini. Para ele, os 17 anos de realização do Grito mostram sua força e modelo eficiente para propor discussões em torno dos problemas sociais do país. O bispo elenca algumas das bases que sustentam a mobilização por tantos anos.

“Sua ligação com a temática tratada pela Campanha da Fraternidade a cada ano, depois a vinculação com a CNBB, a convocação para o dia da pátria, da Independência; o resgate de valores da cidadania”, sublinhou. Tem contribuído também para o crescimento do Grito as reflexões sobre temas essenciais para a vida da democracia brasileira.

“A cada ano somos levados a refletir sobre os gritos que se levantam e que precisam ser ouvidos; somos chamados a dar respostas conscientes para a nossa pátria, como em relação às drogas e à juventude que é traiçoeiramente envolvida por ela, tendo em vista que a população brasileira corre perigo; o grito muito forte contra a corrupção política, que se estende por tanto tempo e, em relação à natureza, que precisa ser cuidada”, enumerou.

ari_albertiO membro da coordenação nacional do Grito dos Excluídos, Ari Alberti, destaca que o Grito tem um papel muito forte de conscientização e envolvimento da população brasileira. “É uma forma de dizer que não queremos apenas ver no dia da pátria, passivamente, o desfile de soldados e armas de guerra, mas queremos participar e exigir os nossos direitos e uma sociedade igual para todos”. Segundo Alberti, o evento tem crescido nos últimos anos e recebido adesão de muitas cidades, como exemplo o município de Jundiaí, no interior de São Paulo, que vai realizar o Grito pela primeira vez.

“O Grito dos Excluídos é hoje uma realidade nacional e acontece em todos os estados, além de receber adesão de novas cidades todos os anos. É um processo de construção coletiva que não se esgota no evento, mas há um antes, um durante e um depois com consequências para a vida das pessoas”, afirmou.

As atividades desenvolvidas na Semana da Pátria são as mais variadas: atos públicos, romarias, celebrações especiais, seminários e cursos de reflexão, blocos na rua, caminhadas, teatro, música, dança, feiras de economia solidária, acampamentos.

Fonte: cnbb.org.br