domingo, 18 de setembro de 2011

Mais de 100 mil pessoas recebem a cruz e o ícone da JMJ

Ao som de “Emanuel” - hino da Jornada Mundial da Juventude em Roma (2000) - cerca de 100 mil pessoas receberam hoje a cruz e o ícone da Jornada Mundial da Juventude numa grande festa no Campo de Marte, em São Paulo. Os símbolos do maior evento da comunidade cristã mundial foram carregados por jovens, repetindo o gesto sempre realizado nos países que sediam a Jornada.

Acompanhados pelas bandeiras dos estados do Brasil, o ícone e a cruz foram conduzidos até o altar no início da celebração eucarística, ponto ápice do Bote fé, evento realizado durante todo o dia, com apresentações de cantores católicos de todo o país. A festa marca o início dos preparativos para a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro em 2013.

Autoridades eclesiásticas e civis e dezenas de sacerdotes estiveram reunidos no evento que reuniu caravanas de diversos estados participaram da missa presidida pelo arcebispo de São Paulo. Dom Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB, afirmou que a instituição se alegra com a presença tão significativa dos jovens do Brasil. “Somos gratos ao santo padre por escolher o Brasil o país sede da JMJ. É com Cristo ressuscitado e com Nossa Senhora que venceremos. Que a juventude eterna de Maria nos encoraje a perseverar no seguimento a Jesus Cristo. Vocês jovens são a esperança do Brasil, os sentinelas do amanhã”, afirmou.

O núncio apostólico do Brasil, dom Lorenzo Baldisseri, falou sobre o sentido da cruz para a fé cristã. “A cruz não é um simples objeto de madeira, é Cristo que passa. Ao percorrer as dioceses do Brasil, será o próprio Cristo a santificar o seu povo. Alegrem-se de serem privilegiados por receberem o símbolo maior de nossa fé.”

Dom Odilo, em sua homilia, afirmou que através da cruz Cristo se colocou ao lado do homem, se fez servo de todos, padeceu com eles para se fazer presente em suas angústias. A cruz é o simbolo de quem entrega a vida pelos que ama. Mesmo aqueles que não o conhecem ou rejeitam o Seu amor. No nosso batismo somos assinalados com o sinal da cruz, colocamos um crucifixo também nas nossas Igrejas, nas nossas casas, no trabalho... É o sinal da nossa pertença a Cristo.”

A cruz recebida hoje pela Arquidiocese de São Paulo é a mesma que João Paulo 2º entregou aos jovens em 1984 para que em torno dela se reunissem os jovens em preparação para as JMJ. Ocasião em que pediu que sempre se fizesse memória de quem só na cruz de Cristo existe redenção e vida. O ícone de Nossa Senhora passou a acompanhar a cruz em 2003.

“Nesse tempo de preparação para 2013, Jesus missionário e Nossa Senhora da Visitação irão ao encontro dos jovens de todo Brasil e dos países da América Latina. Até 2013 viveremos um tempo favorável de evangelização, momento de envolver os jovens na vida da Igreja, de transmitir o patrimônio da fé às novas gerações”, concluiu Dom Odilo.

No final da celebração, dom Tarcísio Scaramussa, bispo auxiliar de São Paulo e coordenador geral do Bote Fé em São Paulo, manifestou a alegria do Setor Juventude da Arquidiocese por viver um momento tão importante para a Igreja no Brasil e agradeceu a todos os que colaboraram para a realização do da festa de acolhida dos símbolos da JMJ. Em seguida, dom Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, lançou oficialmente o site a as redes sociais da JMJ Rio 2013.

Depois da missa, seguem as apresentações musicais até as 21h, quando a Cruz da JMJ e o Ícone de Nossa Senhora seguem para a Catedral da Sé, iniciando a peregrinação pela Arquidiocese de São Paulo.

Thaysi Santos - Com. Canção Nova

Fonte: http://www.arquidiocesedesaopaulo.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário