quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

PJ traça seus próximos passos na Ampliada Nacional


ANPJ
A Ampliada Nacional da Pastoral da Juventude foi regada da espiritualidade que liberta, que cuida, que desinstala, que move, cria laços, inquieta e embriagada de afetividade, de profetismo e amor/caridade. 
No caminho seguimos rodando os chapéus, rodopiamos as saias, e discutimos na dança da vida as Galileias, potes cheios de vinho – no inaugurar de um nova teologia – A TEOLOGIA DAS JUVENTUDES. 
Elencamos demandas, fizemos grito ecoar, e no passo da Igreja em saída, que é comunhão, foram escolhidas as prioridades para a missão:

ESPIRITUALIDADE: 
Reafirmar a espiritualidade libertadora (ofício, Leitura Orante da Bíblia, escolas populares de liturgia, Bíblia, etc) visando despertar a espiritualidade do cuidado.

AÇÃO: 
Promover uma campanha para enfrentamento dos ciclos de violência (simbólica, psicológica, financeira, doméstica, sexual e midiática) contra as mulheres.

FORMAÇÃO: 
Repensar a forma como trabalhamos a formação integral, considerando a importância e necessidade de aproximar, conhecer as diversas Galileias Juvenis, dinamizando as ações, adotando os direitos humanos como um tema transversal/gerador que perpasse as dimensões.

ARTICULAÇÃO
Aproximar e estabelecer parcerias com as pastorais e organismos sociais que possibilite uma ação transformadora nas várias realidades juvenis e ao mesmo tempo garantir viabilidade e fortalecimento de nossa organização e formação ampla.

TRANSVERSALIDADE NOS EIXOS QUE NORTEIAM A VIDA PASTORAL: 
Formação bíblico-teológica para redescobrir o ser humano a partir da sua integridade, com um olhar especial para o feminino.
Rezamos a palavra, comungamos do mesmo pão, semeamos a libertação. Avaliamos os projetos nacionais, mudamos a compressão, todos agora são linhas de ação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário