quarta-feira, 22 de abril de 2015

Dom Vilson Basso é o novo presidente da Comissão para Juventude da CNBB


Dom Vilson

Os bispos reunidos na 53ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em Aparecida (SP), elegeram nesta quarta-feira, 22, o bispo de Caxias do Maranhão, Dom Vilsom Basso, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude (CEPJ).
O bispo é referencial para a juventude no Regional Nordeste 5 da CNBB e já era membro da Comissão, contudo foi eleito agora presidente para um mandato de quatro anos.
Comissão para Juventude
A CEPJ foi criada por decisão da 49ª Assembleia Geral da CNBB, em maio de 2011, a partir do Setor Juventude, anteriormente vinculado à Comissão Episcopal Pastoral para o Laicato. Seu primeiro presidente foi o bispo auxiliar de Campo Grande (MS), Dom Eduardo Pinheiro da Silva, nomeado hoje como bispo de Jaboticabal, no interior de São Paulo.
Além de Dom Eduardo e Dom Vilsom, o bispo de Caruaru (PE), Dom Bernardino Marchió, também é integrante da primeira composição da CEPJ, além de dois assessores nacionais, padre Carlos Sávio Ribeiro e padre Antônio Ramos Prado.
Histórico de Vilson
Dom Vilson Basso nasceu em 16 de fevereiro de 1960, em Cinquentenário, distrito de Tuparendi (RS), Diocese de Santo Ângelo. Após os estudos, em sua cidade natal, ingressou na Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (Dehonianos). Formou-se em Estudos Sociais/Filosofia em Brusque, SC (1979-1981) e em Teologia, na cidade de Taubaté (1982-1985).
No dia 2 de fevereiro de 1985, fez a profissão perpétua como religioso e, no dia 28 de dezembro de 1985, foi ordenado presbítero, na Paróquia Nossa Senhora da Saúde,e m Cinquentenário. Com um mês de ordenado, foi enviado como missionário no Maranhão. Em 1986 e 1987, foi vigário paroquial em Santa Inês e assessor da Pastoral da Juventude na Diocese de Viana.
Já de 1988 a 1993, foi vigário paroquial na Paróquia Nossa Senhora da Conceição do Monte Castelo e assessor da Pastoral da Juventude, na Arquidiocese de São Luis (MA). No ano de 1991, fez curso de especialização em Planejamento Pastoral na Universidad Javeriana de Bogotá e estudou espanhol. De 1991 a 1993, foi assessor da Pastoral da Juventude do Maranhão, Regional Nordeste 5 da CNBB.
Em 1993, foi pároco na Paróquia São Francisco de Assis, em Alto Alegre do Pindaré. Nos anos de 1994 a 1998, foi assessor nacional da Pastoral da Juventude. De 1998 a 2003, retornou ao trabalho missionário no Maranhão sendo pároco na Paróquia de Santa Luzia, na cidade de mesmo nome, tendo sido também, de 1998 a 2002, o coordenador de pastoral da Diocese de Viana. Em 2004 e 2005, foi pároco e reitor do Santuário Nossa Senhora da Conceição, no Monte castelo,  em São Luis do Maranhão.
No ano de 2006, foi enviado para ser missionário na Filipinas e, para tal, estudou inglês nos Estados Unidos, chegando às Filipinas no dia 12 de dezembro. No primeiro semestre de 2007, estudou o Cebuano, língua indígena falada em Mindanao, no sul das Filipinas, e depois trabalhou como vigário paroquial em Kumalarang. Em 2008, foi formador no seminário dos padres dehonianos em Cagayan de Oro City e pároco em Dansolihon, atendendo a 29 comunidades indígenas.
Em março de 2010, foi nomeado, pelo Papa Bento XVI, bispo da Diocese de Caxias do Maranhão. Foi ordenado bispo no dia 30 de maio e assumiu o serviço pastoral da diocese no dia 19 de junho de 2010. Seu lema episcopal é “Ecce Venio Domine” (“Eis-me aqui Senhor”).
Da redação, com informações da CNBB e Diocese de Caxias do Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário