sexta-feira, 21 de junho de 2013

Nota da Pastoral da Juventude sobre o #VempraruaFSA

Na tarde/noite desta quinta-feira a população de Feira de Santana e região foi às ruas. Deu pra perceber que a imensa maioria dessas pessoas foram jovens, que reivindicaram muitas pautas. Evidentemente a Pastoral da Juventude, através de seus grupos não podia se furtar desse momento importantíssimo para a luta pelas juventudes de nossa região. 

Esse movimento que acontece em todo o país e ontem juntou 1,25 milhão de manifestantes em todo Brasil, não quer só comida, quer ter direitos respeitados. Nossa Pastoral percebe  a necessidade de se ter uma juventude unida por esses direitos fundamentais (saúde, educação, moradia...), pois entende que 'só uma juventude organizada será uma juventude forte' (Puebla). 

Uma coisa importante de ressaltar é que  não houve violência contra ninguém que estava presente na manifestação, nem as coisas públicas. O respeito sem dúvida nenhuma é muito importante. A mídia burguesa está de certa forma desconcertada, se vendo na necessidade de toda hora voltar atrás de seu discurso difamador do movimentos sociais. Mas sem dúvida esta continua sem nos representar. O que representa o povo são os clamores que ecoam no Brasil e em nosso continente tão sofrido. 

Importante também ressaltar o grito contra a violência para com a juventude das nossas periferias, do campo e da cidade. Queremos também denunciar que quem mais sofre com o extermínio é a juventude negra e pobre de nosso país, o que infelizmente ocorre em Feira de Santana e região. 

Fomos as ruas ontem, mas não podemos parar! Esse momento de levante da população brasileira é oportuno para exigirmos as mudanças tão necessárias para a vida de nosso povo, em especial da juventude que sofre tanto com a desigualdade social e a miséria em nosso país. É muito importante termos o debate da 5ª Semana Social  Brasileira e do Grito dos Excluídos em nossas  mobilizações, enquanto juventude organizada na Igreja, e junto aos movimento sociais.
Sabemos que o ato em Feira teve também problemas, o que pode acontecer em todo movimento, mas acreditamos que possa-se melhorar sempre sua organização através de uma construção cada vez mais popular.  Vamos pra ruas e iremos quantas vezes for necessário! Da luta não podemos, nem iremos nos retirar!

Juventude que ousa lutar, constrói o poder popular!
Chega de violência e extermínio de jovens!

Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Feira de Santana, 21 de junho de 2013

2 comentários:

  1. Muito boa iniciativa de pautar o movimento das ruas e a presença da Pastoral dizendo sua Palavra e as lutas de que defendem e o cuidado com a vida da juventude. Bonito dizer que tem problemas e que é oportunidade para melhorar. Parabéns! Carmem

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo comentário Carmem! Estamos todos/as unidos/as pela vida das juventudes! Sem dúvida vocês do Cajueiro são muito importantes para a articulação do trabalho de nossas pastoral Brasil agora... Nossos parabéns pelo trabalho e pelo cuidado com nossos jovens!

    ResponderExcluir