domingo, 10 de maio de 2015

Por que falar sobre o financiamento público de campanhas?

Facea
Queridos (a) jovens!
A crítica ao atual sistema político deve ser acompanhada de propostas que valorizem a atuação política como um todo, seja pela via dos partidos políticos, dos conselhos de direitos ou dos movimentos sociais. É necessário aprovar uma Reforma Política capaz de construir um sistema político mais democrático e representativo no País, ampliando a participação popular nas esferas de poder.
Percebemos que mesmo com os avanços políticos, econômicos, sociais e ambientais, ainda existe um grande número de problemas em nosso sistema eleitoral que precisam ser enfrentados, dentre eles destaca-se o financiamento de campanhas por empresas e a consequente corrupção eleitoral.
Essa corrupção acaba desencadeando a crise urbana e rural vivenciada pelo conjunto da sociedade com a baixa qualidade transporte público das grandes cidades, a violência crescente, a carência de esporte e lazer para a juventude, a deficiência da educação, a precariedade da saúde pública, a falta de terras para os/as trabalhadores/as sem-terra, entre outros tantos problemas.
É notável que a juventude é parte integrante das articulações, mostrando que ela está cada vez mais atenta aos processos e quer colaborar diretamente na construção de um novo jeito de se fazer a política em nosso País, mas o engajamento de cada brasileiro/a deve ser maior.
No desejo de colaborar nas reflexões da Reforma Política tão divulgada pelas mídias, na maioria das vezes de forma equivocada e manipuladora, damos continuidade nas publicações sobre a Reforma Política que acreditamos, abordando nesta segunda roda a pauta do Financiamento Público de Campanhas. Que este material possa ajudar a visualizar melhor o nosso papel de refletir, mobilizar e agir no processo da Reforma Política, em busca de mudança e do Outro Mundo Possível.


EQUIPE DO PROJETO NACIONAL “A JUVENTUDE QUER VIVER!” (PJ)

Nenhum comentário:

Postar um comentário