domingo, 9 de setembro de 2012

PJ no Seminário Nacional da 5ª Semana Social Brasileira


Entre os dias 21 a 23 de agosto, em Brasília, no Instituto São Boa Aventura, foi realizado o primeiro Seminário Nacional em preparação da 5ª Semana Social Brasileira (SSB) que acontecerá no ano que vêm. O Seminário contou com a presença de diversas organizações eclesiais entre elas destacamos a presença da Pastoral da Juventude (PJ), Comissão Pastoral da Terra, Pastoral do Pescador, Pastoral Operária, Pastoral da Saúde, Cáritas Brasileira, Juventude Franciscana (JUFRA), Juventude Operária Católica (JOC), Maristas, Conferencia dos Religiosos do Brasil (CRB) e Casa da Juventude Pe. Burnier, além de padres e bispos. Participaram também movimentos sociais como Movimento do/as Trabalhadores/as Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Assembleia Popular e Movimentos dos Pequenos Agricultores (MPA), entre outros.
Na mesa de abertura junto de Ivo Poletto do Fórum de Mudanças Climática e Elson Matias da JUFRA, Paula Grassi, representante da Pastoral da Juventude no CONJUVE, destacou a participação das juventudes na Cúpula dos Povos. A mesa teve a missão de avaliar o processo da RIO+20 e a Cúpula do Povos, realizadas no mês de junho na cidade do Rio de Janeiro.

O seminário da 5ª SSB foi um espaço de avaliação, estudo, mística, oração, partilha e planejamento. As reflexões foram feitas a partir de diversos métodos de análise. Entre os estudos aprofundados destaca-se o papel do Estado em diversos períodos da história, bem como os elementos, princípios e valores que devem compor o Estado que desejamos. Nas partilhas, os regionais expuseram as experiências dos seminários e atividades já realizadas em preparação à 5ª SSB. Entre os pontos refletidos e avaliados destacam-se: a importância e o desafio da Igreja provocar o debate de um Estado democrático horizontal; o envolvimento da CNBB na construção; a clareza na metodologia da 5ª SSB; definição da matriz teórica de análise do Estado; e que é necessário fazer decolar a discussão do Estado, sua necessidade e seu papel.

Por fim, foram planejados e encaminhados os próximos passos rumo a 5ª SSB, como o fortalecimento de uma coordenação executiva, e a criação de uma coordenação ampliada, formada pelas organizações eclesiais e sociais, como espaço representativo para pensar e planejar as ações. Ficou definido que a juventude terá uma vaga nesta coordenação executiva e que esta será ocupada pela Pastoral da Juventude, tendo a tarefa de disseminar entre as diversas expressões juvenis, os encaminhamentos da Semana Social Brasileira.

Fonte: pj.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário