terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Francisco convida 4 sem-teto no dia do seu aniversário


Esta manhã, no dia do seu 77º aniversário, o Papa Francisco quis celebrar a Missa na Casa de Santa Marta com o pessoal desta Casa, por forma a viver a celebração num clima particularmente familiar. O Evangelho de hoje com a genealogia de Jesus deu ocasião ao Papa para recordar afetuosamente durante a homilia alguns nomes dos funcionários presentes. 

Concelebrou a Eucaristia o Cardeal Sodano, decano do Colégio Cardinalício. Após a celebração o Secretário de Estado D. Pietro Parolin saudou o Papa em nome dos colaboradores da Secretaria de Estado, tendo-se unido a estes votos de felicidades o elemosineiro vaticano D. Konrad Krajewski que apresentou ao Papa quatro pessoas sem-abrigo que também cumprimentaram o Santo Padre. Todos participaram no pequeno-almoço que se seguiu no Refeitório da Casa de Santa Marta.
Na sua homilia o Papa Francisco revelou que Deus quis fazer caminho conosco, quis fazer caminho com os pecadores centrou a sua atenção no Evangelho e na genealogia de Jesus, uma lista cheia de nomes...
Uma vez ouvi alguém que dizia: ‘Mas esta passagem do Evangelho parece a lista telefónica!’ E não, é outra coisa: esta passagem do Evangelho é pura história é um argumento importante. É pura história, porque Deus, como dizia São Leão Papa, Deus enviou o seu Filho. E Jesus é consubstancial ao Pai, Deus, mas também consubstancial à Mãe, uma mulher. E esta é aquela consubstancialidade da Mãe. Deus fez-se história. Deus quis fazer-se história. Está conosco. Fez o caminho conosco.

Os pecadores de alto nível, que fizeram grandes pecados. E Deus fez história com eles. Pecadores, que não responderam a tudo aquilo que Deus pensava para eles. Pensemos em Salomão, tão grande, tão inteligente e acabou pobrezinho, ali, que não sabia como se chamava! Mas Deus estava com ele. E isto é belo! Deus é consubstancial a nós. Faz história connosco. Mais: quando Deus quer dizer quem é, diz ‘Eu sou o Deus de Abraão, de Isaac, de Jacob.’ Mas qual é o apelido de Deus? Somos nós, cada um de nós. O apelido de Deus é cada um de nós.”

Deus fez-se escrever a história por nós – disse o Papa Francisco - porque Deus é humildade, é paciente é...amor. Um Deus que nos dá tanto amor e ternura:

A sua alegria, foi partilhar a sua vida conosco. O Livro da Sabedoria diz que a alegria do Senhor está entre os filhos do homem, connosco. Aproximando-se o Natal, podemos pensar: se Ele fez a sua história connosco, se Ele ficou com o nosso apelido, se Ele deixou que nós escrevêssemos a sua história, pelo menos deixemos que Ele escreva a nossa história, E aquela é a santidade: ‘Deixar que o Senhor nos escreva a nossa história’. E este é um desejo de Natal para todos nós. Que o Senhor te escreva a história e que tu deixes que Ele a escreva, Assim seja!” (RS) 
 
Fonte: Rádio Vaticana


Nenhum comentário:

Postar um comentário