quinta-feira, 19 de junho de 2014

Missão para libertar: este é o tema da Campanha Missionária 2014

As Pontifícias Obras Missionárias (POM) divulgaram, ontem, dia 17, o tema “Missão para libertar” e o lema “Enviou-me para anunciar a libertação” (Lc 4,18) da Campanha Missionária 2014, que será realizada em outubro. A reflexão recorda a temática da Campanha da Fraternidade 2014 que trata do Tráfico Humano.
Diante da realidade da escravidão, da exploração sexual, do comércio de órgãos e do tráfico de menores para adoção, os organizadores consideram que o trabalho missionário de defesa e promoção da vida continua de forma urgente e sem fronteiras.
Para o diretor das POM, padre Camilo Pauletti, “a temática surge hoje como um grande desafio para a Missão”. Ao recordar a passagem bíblica do Evangelho de São Lucas que inspirou a escolha do tema e do lema, padre Camilo afirma que a missão do Messias tem origem no Deus da vida e, por isso, Jesus traz libertação para quem sofre algum tipo de escravidão. “Hoje, Jesus nos desafia a assumirmos essa mesma Missão”, complementa. A campanha busca, ainda, criar comunhão entre os diversos aspectos da Missão e incentivar o compromisso das famílias e comunidades.
Alguns subsídios serão enviados às dioceses e prelazias do Brasil para distribuição. O cartaz, um livrinho da novena missionária, a mensagem do papa para o Dia Mundial das Missões, uma oração missionária, um DVD com testemunhos, orações dos fiéis para os domingos do mês missionário, envelopes para a coleta e um marcador de páginas também estarão disponíveis, em breve, no site das Pontifícias Obras Missionárias (www.pom.org.br).
No Brasil, as POM têm a responsabilidade de organizar, todos os anos, a Campanha Missionária, e conta com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial,  da Comissão Episcopal para a Amazônia e outros organismos que compõem o Conselho Missionário Nacional (Comina).
Com informações da Assessoria de Imprensa das Pontifícias Obras Missionárias (POM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário