domingo, 9 de março de 2014

Mensagem da CNBB sobre doação de órgãos para transplantes

Segue, na íntegra, a mensagem do bispo auxiliar de Brasília e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, sobre o tema da Campanha da Fraternidade 2014, “Fraternidade e Tráfico Humano”. No texto, dom Leonardo fala mais especificamente a respeito da doação de órgãos para transplantes. De acordo com dom Leonardo, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apoia a doação de órgãos para transplantes. "Órgãos e tecidos não podem ser comprados nem vendidos e só podem ser doados de forma livre, generosa e altruísta", afirma. Leia, abaixo, a mensagem.
 FRATERNIDADE E TRÁFICO HUMANO
DOAÇÃO DE ÓRGÃOS PARA TRANSPLANTES
A Campanha Fraternidade aborda a cada ano realidades da vida eclesial e social. A realidade do Tráfico Humano que estamos discutindo, refletindo e rezando fala de diversos aspectos da vida dos nossos irmãos e irmãs. A vida humana é dom e cada pessoa é um filho, uma filha de Deus. Estamos sempre na busca de salvar a vida de pessoas.
Ao abordarmos o tráfico humano lembramos a importância dos transplantes de órgãos que salvam milhares de vidas todos os anos, em todo o mundo.
Como lembra Beato João Paulo II: “a doação de órgãos é o maior gesto de amor ao próximo que pode ser feito por todos nós.” Órgãos e tecidos não podem ser comprados nem vendidos e só podem ser doados de forma livre, generosa e altruísta.
A doação entre pessoas vivas somente pode ser feita nos casos de parentes próximos. Depois da morte, as famílias precisam autorizar as doações e, somente dessa forma, os transplantes poderão ser realizados.
O progresso da medicina tem salvado pessoas através do transplante de órgãos. A fila à espera de um transplante que possa salvá-la é grande. Há necessidade de doadores de órgãos para continuar curando os milhares de doentes.
Qualquer tipo de comércio de órgãos é proibido por lei e é combatido pelos médicos.
Vamos conversar na nossas famílias sobre a decisão de ser um doador, pois, por inúmeras vezes, a família deixa de autorizar a doação, por não conhecer o desejo do seu ente querido.
Ao combatermos todos os modos de tráfico humano lembramos que a doação de órgãos é esperança de vida! Ela é apoiada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB.
Um abençoada caminhada quaresmal com Jesus Crucificado Ressuscitado,

+ Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário Geral da CNBB
Fonte: CNBB

Nenhum comentário:

Postar um comentário